CGE – Controladoria-Geral do Estado Santa Catarina

Em quatro anos, benefícios financeiros com ações da CGE superam R$ 555 milhões

Ações de auditoria e de combate à corrupção desenvolvidas pela Controladoria-Geral do Estado resultaram benefícios efetivos e potenciais de mais de R$ 555 milhões aos cofres do Governo do Estado. O valor é referente às atividades realizadas no período de janeiro de 2019, ano em que o órgão foi criado, a setembro de 2022. A maior parte é de recursos recuperados ou que deixaram de ser desembolsados. 

Os benefícios são decorrentes principalmente das auditorias, realizadas em parceria com os órgãos e entidades do Governo. Elas têm o objetivo de avaliar e fiscalizar as contas públicas, contribuindo para a melhoria da decisão dos gestores, além de aperfeiçoar o desempenho, e evitar eventuais irregularidades e tentativas de fraudes. Após a análise de documentos, os auditores fazem recomendações aos órgãos para mitigar possíveis inconformidades e aprimorar os controles. 

Mas os efeitos das auditorias vão além dos benefícios financeiros. “A auditoria interna também é uma ferramenta para identificar procedimentos inadequados e propor melhorias, aperfeiçoando a gestão. São ganhos de qualidade, mais difíceis de mensurar, mas fundamentais para a eficácia do gasto público”, explica Cristiano Socas da Silva, controlador-geral do Estado. 

Um exemplo é a auditoria contínua da folha de pagamento. O monitoramento da maior despesa do Governo (R$ 16 bilhões/ano, 43% do total), é realizado mensalmente com ações prévias e posteriores ao processamento da folha. Ela procura identificar as inconsistências com a maior brevidade possível, reduzindo a quantidade de processos morosos de ressarcimento de recursos. Em quatro anos, a auditoria da folha resultou em benefícios efetivos e potenciais de mais de R$ 110 milhões. 

Entre as auditorias em licitações e contratos, a análise prévia de uma licitação para limpeza de cisternas, caixas de gordura e fossa séptica de escolas gerou uma economia efetiva de R$ 42 milhões para o Estado. 

Combate à corrupção – Outro marco da CGE que resultou em benefícios financeiros para o Estado foi a assinatura do primeiro acordo de leniência do Estado de Santa Catarina. Envolvida em uma fraude que drenou recursos do Estado entre 2007 e 2019, a Neoway Tecnologia pagou em julho deste ano uma multa de R$ 55 milhões ao Estado, além de se comprometer em contribuir com as investigações em curso. 

Sobre a CGE – A CGE foi criada na reforma administrativa de 2019. O órgão reuniu de forma inédita no Estado as atividades de Auditoria, Ouvidoria, Transparência e Corregedoria. Em 2022, incorporou a área de Integridade e Compliance, fechando o que especialistas chamam de ciclo do controle: prevenção, monitoramento, detecção, investigação e correção.

Informações:

Cléia Schmitz

Assessoria de Imprensa

Controladoria-Geral do Estado

E-mail: ascom@cge.sc.gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support